sexta-feira, 27 de janeiro de 2012





“Um Pacto de amizade”


Uma das maiores demonstrações do amor verdadeiro entre seres humanos foi o que aconteceu entre Davi e Jônatas.

Diz-nos a Bíblia que Jônatas, que era filho do rei Saul, portanto seu herdeiro.

Ao conhecer Davi fez uma aliança com ele.

“E sucedeu que, acabando ele de falar com Saul, a alma de Jônatas se ligou com a alma de Davi; e Jônatas o amou, como à sua própria alma.
E Saul naquele dia o tomou, e não lhe permitiu que voltasse para casa de seu pai.
E Jônatas e Davi fizeram aliança; porque Jônatas o amava como à sua própria alma.
 “E Jônatas se despojou da capa que trazia sobre si, e a deu a Davi, como também as suas vestes, até a sua espada, e o seu arco, e o seu cinto.” (1 Sm 18:1-3)
E selaram essa grande amizade com um pacto, quando Davi era perseguido pelo pai de Jônatas: “Então fugiu Davi de Naiote, em Ramá; e veio, e disse a Jônatas: Que fiz eu? Qual é o meu crime? E qual é o meu pecado diante de teu pai, que procura tirar-me a vida? (…) Então disse Jônatas a Davi: Vem e saiamos ao campo. E saíram ambos ao campo.
E disse Jônatas a Davi: O SENHOR Deus de Israel seja testemunha! Sondando eu a meu pai amanhã a estas horas, ou depois de amanhã, e eis que se houver coisa favorável para Davi, e eu então não enviar a ti, e não to fizer saber;
O SENHOR faça assim com Jônatas outro tanto; que se aprouver a meu pai fazer-te mal, também to farei saber, e te deixarei partir, e irás em paz; e o SENHOR seja contigo, assim como foi com meu pai.
E, se eu então ainda viver, porventura não usarás comigo da beneficência do SENHOR, para que não morra?
Nem tampouco cortarás da minha casa a tua beneficência eternamente; nem ainda quando o SENHOR desarraigar da terra a cada um dos inimigos de Davi.
Assim fez Jônatas aliança com a casa de Davi, dizendo: O SENHOR o requeira da mão dos inimigos de Davi.
“E Jônatas fez jurar a Davi de novo, porquanto o amava; porque o amava com todo o amor da sua alma.” (1 Sm 20:1, 11-17)

Essa amizade entre eles era tão forte que Jônatas quase foi morto pelo seu próprio pai Saul, que odiava a Davi e temia que o filho perdesse o futuro trono de Israel para o mesmo: “Pois, enquanto o filho de Jessé viver sobre a terra, nem tu estareis seguro, nem seguro o teu reino; pelo que manda buscá-lo, agora, porque deve morrer.
Então, respondeu Jônatas a Saul, seu pai, e lhe disse: Por que há de ele morrer? Que fez ele?
Então, Saul atirou-lhe com a lança para feri-lo; com isso entendeu Jônatas que, de fato, seu pai já determinara matar a Davi. “(1 Samuel 20:31-33)

No final do livro de 1 Samuel há o relato da morte de Saul, de Jônatas e seus irmãos.

A história segue em 2 Samuel e logo no primeiro capítulo, vemos um fato que dimensiona o tamanho da grande amizade entre Davi e Jônatas.

Ao receber a notícia da morte deles, vejam como reage Davi: “Saul e Jônatas, tão queridos e amáveis na sua vida, também na sua morte não se separaram; eram mais ligeiros do que as águias, mais fortes do que os leões.
Vós, filhas de Israel, chorai por Saul, que vos vestia deliciosamente de escarlata, que vos punha sobre os vestidos adornos de ouro.

Como caíram os valorosos no meio da peleja!
Angustiado estou por ti, meu irmão Jônatas; muito querido me eras! Maravilhoso me era o teu amor, ultrapassando o amor de mulheres.
Como caíram os valorosos, e pereceram as armas de guerra!”(2 Sm 1:23-27)

E no capítulo 9, temos o desfecho incrível para marcar a amizade verdadeira do agora rei Davi e do seu amigo Jônatas.

Pois o rei procura se existe alguém da família de Jônatas que fosse vivo para que o pacto feito no passado fosse cumprido. “Disse Davi: Resta ainda alguém da casa de Saul, para que eu use de benevolência para com ele por amor de Jônatas?
E havia um servo da casa de Saul, cujo nome era Ziba; e o chamaram à presença de Davi. Perguntou-lhe o rei: Tu és Ziba? Respondeu ele: Teu servo!
Prosseguiu o rei: Não há ainda alguém da casa de Saul para que eu possa usar com ele da benevolência de Deus? Então disse Ziba ao rei: Ainda há um filho de Jônatas, aleijado dos pés.

E Mefibosete, filho de Jônatas, filho de Saul, veio a Davi e, prostrando-se com o rosto em terra, lhe fez reverência.
E disse Davi: Mefibosete! Respondeu ele: Eis aqui teu servo.

“Então lhe disse Davi: Não temas, porque de certo usarei contigo de benevolência por amor de Jônatas, teu pai, e te restituirei todas as terras de Saul, teu pai; e tu sempre comerás à minha mesa.” (2 SM 9:1-3,6,7)

E assim o rei Davi cumpriu o que tinha prometido ao seu amigo mesmo depois da morte do mesmo.

Os laços de irmandade vistos nessa história deixam um grande exemplo para a Igreja de Cristo. Por mais que vivamos em um mundo onde a indiferença, falsidade, egoísmo e a inveja têm destruído as relações, a Igreja tem que fazer diferente.

Pois o amor entre os irmãos é o distintivo de uma vida transformada pelo poder de Deus.

“Quanto, porém, à caridade fraternal, não necessitais de que vos escreva, visto que vós mesmos estais instruídos por Deus que vos ameis uns aos outros”. (1 Ts 4.9)

Tomar o exemplo dessa incrível amizade entre o rei Davi e Jônatas para a Igreja hoje pode parecer utópico, mas se servimos ao mesmo Deus, podemos pedir

para que Ele forje em nós um coração sincero e amável para com os nossos irmãos em Cristo.

E assim cumpriremos o que o Mestre recomendou aos discípulos: “Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis.
Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros.”(Jo 13:34,35)

Que o Senhor nos ajude a gerar sentimentos verdadeiros como os que o rei Davi tinha em relação a Jônatas, para assim vivermos a verdadeira comunhão no Amor de Cristo.


Um grande abraço na Paz do Senhor Jesus Cristo.

Pr. Aguinaldo Gonçalves

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012







COMO VIVER ACIMA DA MEDIOCRIDADE

Mediocridade é escolher viver na média, no meio termo, é não querer buscar e nem querer viver na excelência. É chegar a um nível e ficar nele pelo resto da vida.
Existem medíocres na vida pessoal, no trato com as pessoas, na vida profissional, na vida espiritual, na área emocional, nos relacionamentos em geral.
Um grande escritor disse:
“A Mediocridade está em todos os lugares, nos Governos que adotam medidas paliativas ao invés de ações concretas que realmente resolvam os problemas sociais, empresas que não entendem de gestão de pessoas, estudantes que compram provas e trabalhos escolares, pessoas que lêem resenhas de livros e dizem tê-los lido todo, analfabetos funcionais, aqueles que preferem assistir uma novela a ler um livro, enfim todos aqueles que direta ou indiretamente atrasam o desenvolvimento humano , seja por ignorância, por inveja, seja por preguiça, seja por suas crenças, seja por teimosia, ou seja, até mesmo por dinheiro.

Medíocre é aquela pessoas que pode crescer mais, que pode produzir mais, ganhar mais, fazer mais, mesmo assim escolhe ficar e viver como está.
O Medíocre é a pessoa pequena, pesada, difícil de viver e se relacionar com ela.
Vamos estudar um texto que nos mostra o que é um grupo de pessoas medíocres, e vamos estudar como vencer e viver acima desse comportamento que Deus tanto reprova.

Leia Mateus 20:1 a 16
Para viver acima da mediocridade precisamos saber o que é Graça.
Pergunte: O que é Graça? Graça é um favor imerecido. Deus sempre nos dá algo que não merecemos. Dá-nos perdão, nos dá salvação, nos dá bênçãos.
Mas a Graça é para todos.  Leia v 6,7 – Que horas foram contratados esses trabalhadores? Na ultima hora. Você contraria alguém para trabalhar apenas uma hora? Isso é Graça de Deus.

Para viver acima da mediocridade precisamos aceitar o que é a Graça.
Aqueles trabalhadores não aceitaram a Graça. Leia v.11 – O que eles fizeram? Murmuram contra o Patrão. Eles disseram isso não é justo, eu mereço mais que isso, eu trabalhei mais. Eu sou mais santo, eu oro mais, eu busco mais, porque ganho menos, porque não consigo prosperar, porque não tenho emprego melhor, um carro melhor, etc. Isso é não é justo.

Para viver acima da mediocridade precisamos transmitir graça.
Aqueles trabalhadores queriam que o patrão pagasse menos para os últimos ou pagassem mais para os primeiros. Não consegue transmitir amor, perdão e nem misericórdia. Usam sempre uma matemática fria e calculista. Errou tem que pagar, pisou fora da linha é cortado, trabalhou merece, não trabalhou não merece.

O que é transmitir graça?


Transmitir Graça é:

      1 ) Se alegrar com quem se alegra. Você sabia que é mais fácil chorar com os que choram que se alegrar com os que se alegram? O que você sente quando vê alguém prosperar, ser sorteado, ganhar algum premio, uma promoção?


2 ) Saber que Deus é bom para com Todos.

     
     3 ) Não esperar Reconhecimento e nem Recompensa. Esperar pode nos frustrar. O nobre trabalha para glorificar a Deus e não aos homens.
Tudo o que fizerem, seja em palavra ou em ação, façam-no em nome do Senhor Jesus, dando por meio dele graças a Deus Pai. v23.
Tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como para o Senhor e não para homens, cientes de que recebereis do Senhor a recompensa da herança.
 A Cristo, o Senhor, é que estais servindo; Colossenses 3.17,23-24.


EXCELENCIA É O CONTRÁRIO DE MEDIOCRIDADE
SOMENTE UM NOBRE CONSEGUE VIVER ACIMA DA MEDIOCRIDADE.

“A Excelência Exalta a Deus e Inspira os homens”

Um grande Abraço.

Pr. Aguinaldo Gonçalves

terça-feira, 20 de dezembro de 2011





“Jesus o Sumo Pastor”


No dia-a-dia não percebemos o quanto Deus cuida de nós!
Como o pastor protege as ovelhas.
E ninguém conhece melhor a dor da ovelha, do que o Pastor.

I. Deus sempre nos percebe.

Salmos 139:1-6.

SENHOR, tu me sondaste, e me conheces.
Tu sabes o meu assentar e o meu levantar; de longe entendes o meu pensamento.
Cercas o meu andar, e o meu deitar; e conheces todos os meus caminhos.
Não havendo ainda palavra alguma na minha língua, eis que logo, ó SENHOR, tudo conheces.
Tu me cercaste por detrás e por diante, e puseste sobre mim a tua mão.
Tal ciência é para mim maravilhosíssima; tão alta que não a posso atingir.

II. Deus está presente com a gente.

Salmo 139:7 -12.

Para onde me irei do teu espírito, ou para onde fugirei da tua face?
Se subir ao céu, lá tu estás; se fizer no inferno a minha cama, eis que tu ali estás também.
Se tomar as asas da alva, se habitar nas extremidades do mar,
Até ali a tua mão me guiará e a tua destra me susterá.
Se disser: Decerto que as trevas me encobrirão; então a noite será luz à roda de mim.
Nem ainda as trevas me encobrem de ti; mas a noite resplandece como o dia; as trevas e a luz são para ti a mesma coisa.

III. Deus tem um propósito para nós.

Salmo 139:13-16.

Pois possuíste os meus rins; cobriste-me no ventre de minha mãe.
Eu te louvarei, porque de um modo assombroso, e tão maravilhoso fui feito; maravilhosas são as tuas obras, e a minha alma o sabe muito bem.
Os meus ossos não te foram encobertos, quando no oculto fui feito, e entretecido nas profundezas da terra.
Efésios 2:10.

Salmo 139:17-18.

Os teus olhos viram o meu corpo ainda informe; e no teu livro todas estas coisas foram escritas; as quais em continuação foram formadas, quando nem ainda uma delas havia.
E quão preciosos me são, ó Deus, os teus pensamentos! Quão grandes são as somas deles!
Se as contasse, seriam em maior número do que a areia; quando acordo ainda estou contigo.

IV. Deus ouve nossas petições.

Salmos 139:19-24.

O Deus, tu matarás decerto o ímpio; apartai-vos, portanto de mim, homens de sangue.
Pois falam malvadamente contra ti; e os teus inimigos tomam o teu nome em vão.
Não odeio eu, ó SENHOR, aqueles que te odeiam, e não me aflijo por causa dos que se levantam contra ti?
Odeio-os com ódio perfeito; tenho-os por inimigos.
Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos.
E vê se há em mim algum caminho mau, e guia-me pelo caminho eterno.


“A palavra de Deus é maravilhosa, quem esta alegre cante, quem esta triste ore, mas em todas as situações da vida, encontre consolo, direção, e renovo, meditando na bíblia sagrada”

Agradeça a Deus, porque chegamos até o final de 2011, servindo a Deus, e adorando o seu Santo nome, enquanto muitas vidas mesmo desejando estar na casa do Senhor, não encontram mais forças, estão aprisionadas pelo inimigo das nossas almas, mas o Senhor te conhece e te chama pelo nome.

Feliz natal e um ano novo cheio de realizações, cheio da graça de Deus!

Um grande abraço, na Paz do Senhor Jesus.

Pr. Aguinaldo Gonçalves.

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

“No deserto tem provisão de Deus”






 “E não tinham sede, quando os levava pelos desertos; fez-lhes correr água da rocha; fendeu a rocha, e as águas correram. Mas os ímpios não têm paz, diz o Senhor”
(Isaías 48:8, 9)


     Sei que talvez você possa estar enfrentando uma grande luta, e sentir-se de alguma forma em algum “deserto”.

E neste momento você se acha como quem anda em um caminho espinhoso demais.

Mas quero declarar a você, que o texto acima ensina que o caminho mais difícil e visivelmente pior (o deserto), se Deus estiver indo contigo nele, tem provisão e livramento.

O Senhor faz até água sair da rocha, gerando providência e algo para te saciar (até de onde não há possibilidade). 

Grandes homens de Deus enfrentaram seus “próprios desertos”, sejam tais literais ou não.

Em todos estes momentos houve dificuldades, mas Deus usou das situações adversas, como um meio para trazer algo profundo e volumosas bênçãos. 

Deserto é um lugar de lutas, mas é tempo de provisão, manifestação de Deus, triunfo e regozijo.

     A bíblia diz que Ana enfrentou seu “deserto”, que era o fato de ela ser estéril (e isto provocou grandes dificuldades para ela).
Naquela época ser assim “denotava” maldição, e por tal esterilidade, seu marido tinha outra mulher, que lhe dava filhos, que se chamava Penina, e a humilhava, por não dar filhos ao seu marido.

Ana tinha o desejo de ser mãe; entretanto ela sofria por não poder usufruir isto.

No auge de sua angustia, Ela não foi consolada (por quem deveria consolá-la), pois o Sacerdote Eli a julgou, chamando-a de bêbeda (leia I Samuel capítulo 1).

Situação semelhante passou Jó, com seus “amigos” que não tinham sensibilidade suficiente.

Mas soberanamente Deus estava agindo para dar vitória, a ele e iria cumprir os propósitos de antemão já preparados e determinados por Ele.

     As Sagradas Escrituras têm uma declaração que diz: “Afrontas me quebrantaram o coração, e estou fraquíssimo; esperei por alguém que tivesse compaixão, mas não houve nenhum; e por consoladores, mas não os achei” (salmos 69:20). Mas no mesmo capítulo está escrito: “o SENHOR ouve os necessitados, e não despreza os seus cativos.
Louvem-no os céus e a terra, os mares e tudo quanto neles se move. Porque Deus salvará a Sião, e edificará as cidades de Judá; para que habitem ali e a possuam.

Paulo declarou que: “Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada” (Romanos 8:18).

Pedro nos mostra que tem outros irmãos que tem passado por lutas: “Ao qual resisti firmes na fé, sabendo que as mesmas aflições se cumprem entre os vossos irmãos no mundo” (I Pedro 5:9). È viável e eficaz você ter em mente que não está sozinho. 
O seu deserto pode ser alguma angustia, medo, dor, falta de compreensão por alguém, sofrimento causado por pessoas que não te valorizam devidamente, depressão, sentimentos diversos, etc. 

A lista é grande; mas entenda que o caminho mesmo estando difícil no momento, se Deus estiver ao seu lado, vai haver vitórias e conquistas. 

A Palavra do Senhor declara que: “Abrirei rios em lugares altos, e fontes no meio dos vales; tornarei o deserto em lagos de águas, e a terra seca em mananciais de água” (Isaías 41:18).

O caminho difícil tem a provisão de Deus. Confie Nele e busque-O. Entenda que Deus é quem opera maravilhas e faz grandes coisas.

     A bíblia diz: “O Deserto e o lugar solitário se alegrarão disto; e o ermo exultará e florescerá como a rosa. Abundantemente florescerá, e também jubilará de alegria e cantará; a glória do Líbano se lhe deu, a excelência do Carmelo e Sarom; eles verão a glória do SENHOR, o esplendor do nosso Deus. Fortalecei as mãos fracas, e firmai os joelhos trementes. Dizei aos turbados de coração: Sede fortes, não temais; eis que o vosso Deus virá com vingança, com recompensa de Deus; ele virá, e vos salvará” (Isaías 35:1-4).

     Atravesse então o seu deserto, crendo na promessa que Deus já declarou e determinou para sua vida.
O momento de um caminho difícil tem no Senhor a providência necessária.  
Jesus nunca abandona Seus filhos; Seu amor é incondicional, perfeito, puro e verdadeiro. 

Você é alguém amado por Deus, e Ele tem autoridade para operar grandes coisas em sua vida.

Ele muda a história, muda os quadros, restaura, tira a vergonha e gera dupla honra: “Em lugar da vossa vergonha tereis dupla honra; e em lugar da afronta exultareis na vossa parte; por isso na sua terra possuirão o dobro, e terão perpétua alegria” (Isaías 61:7).
Amigo que parou por alguns minutos para meditar nesta mensagem, Deus te Ama e tem cuidado de ti de maneira especial, quantos livramentos Ele te da todos os dias e nós nem percebemos, é momento de olharmos para Jesus autor e consumador da Fé.

Um grande abraço e fique na Paz do Senhor Jesus Cristo.

Pr. Aguinaldo Gonçalves
Igreja Evangélica Assembléia de Deus
Parque Juquiá
 

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

"Amor ao Próximo"

Efésios
4.2 - com toda a humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros em amor.

Hoje pela manhã eu meditava sobre este texto da Bíblia, e o Espírito Santo, me levou a refletir como muitas vezes eu não entendo as fraquezas dos meus irmãos na Fé, quando percebemos que alguns não acompanham a nossa linha de raciocínio nas Escrituras, irmãos que tem dificuldade mesmo de encontrar o capítulo que vai ser pregado, pessoas que não são considerados os canelas de fogo, ou os super crentes, que oram mais, jejuam mais, que tem revelações de Deus, que tem agenda cheia o ano todo, quem sabe que usam as melhores roupas e andam nos carros mais luxuosos, pessoas que passam despercebidas pelos corredores dos grandes templos, e poucos são os que os procuram para dar um abraço e dizer Jesus consumou a obra La no Calvário, por amor da tua vida, essa é uma classe desprezada no meio da família de Deus. Por que talvez não sejam tão bonitos e elegantes, o seu português é ruim, enfim não tem um curso acadêmico, e simplesmente nos afastamos e passamos de largo, pensamos “O que eu tenho haver com isso”

A outra classe de irmãos que também são desprezados são aqueles que não têm aquela temperança, são mais explosivos perdem a paciência muito facilmente, e nós olhamos e largamos “esse não é convertido”
Mas poucos reconhecem que com temperamento forte ou não ele também é meu irmão.
Se Jesus olhasse para nós com o senso critico que olhamos os nossos irmãos, Ele não teria enfrentado a Cruz, e não haveria redenção para a humanidade.

Que o Senhor nos ajude a amar os nossos irmãos, mesmo aqueles que estão fora da nossa perspectiva do Reino dos céus, que possamos compreender as falhas e as fraquezas de cada um e ao invés de atirar pedras, dobrar o joelho e orar junto, quem sabe até chorar junto, sabendo que ele não é um fardo, ele é nosso irmão, pregadores não nos faltam nos dias de hoje, o que nos falta são os bons Samaritanos.

 1 João

4.20 Se alguém diz: Eu amo a Deus e aborrece o seu irmão, é mentiroso. Pois quem não ama seu irmão, ao qual viu como pode amar a Deus, a quem não viu?



Um Abraço na Paz do Senhor Jesus.
Pr. Aguinaldo Gonçalves
Comadesp 5220
UNIMADEESO 0031
Assembleia de Deus Fonte de Vida Eterna
 

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

ATENÇÃO AOS PEQUENOS DETALHES - "ITAMAR"

Esta é a enumeração das coisas contadas do tabernáculo do testemunho, que por ordem de Moisés foram contadas para o ministério dos Levitas por mão de Itamar, filho de Arão, o sacerdote (Êxodo 38.21).
Deus escolheu os filhos de Arão para serem responsáveis pelo cuidado do Tabernáculo, a enorme tenda de adoração que Israel usou durante seus anos no deserto.
Deus deu instruções cuidadosas para a montagem, desmontagem e transporte do tabernáculo cada vez que Israel mudava de lugar. Itamar, o filho mais novo dos quatro que Arão tinha, recebeu a tarefa de detalhar os trabalhos.
Ele deveria certificar-se de que tudo estava em seu lugar apropriado.
Os irmãos mais velhos de Itamar, Nadabe e Abiú, aparentemente chegaram à conclusão de que os detalhes podiam ser ignorados.
Eles trataram as ordens de Deus de um modo irreverente e foram mortos por sua insolência.
Mas Itamar se ocupou em fazer “tudo que o Senhor ordenou”.
Considerando as muitas listas detalhadas na Lei, Itamar desempenhou um papel excepcional.
Ele sabia o que Deus queria e como Ele queria que fosse feito.
Ele serviu a Deus com a atitude certa.
Itamar nos lembra como devemos obedecer cuidadosamente a Deus.
Ele quer que sejamos pessoas absolutamente santas, não uma pobre aproximação do que seus seguidores deveriam ser.
Esta semana, sonde sua vida e veja onde você tem fracassado em atentar para as instruções de Deus.
Então deixe que o Espírito Santo traga aquelas áreas ao alinhamento com a vontade de Deus.
Os atos de obediência ás vezes envolvem atenção aos menores detalhes.
Um abraço, e fique na Paz do Senhor Jesus.
Presbítero Aguinaldo Gonçalves

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

"Eu sei que o meu Redentor Vive!" Jo 19,25

















Hoje eu quero encorajar você a descobrir os tesouros ocultos no Livro de Jó. O Livro de Jó é, possivelmente, o mais antigo da Bíblia. O Livro de Jó é notável pela riqueza dos seus conhecimentos sobre os mais variados assuntos:

Mas a maior revelação do Livro de Jó é sobre a experiência do sofrimento humano. Ah se Jó tivesse o Livro de Jó.


O primeiro capítulo o descreve assim: ”Jó tinha sete filhos e três filhas, e era dono de sete mil ovelhas, três mil camelos, mil bois e quinhentas jumentas. Tinha também um grande número de escravos. Enfim, Jó era o homem mais rico de todo o Oriente.” (1.2-3)

Mas num lugar muito distante de Uz, na Sala de audiências do Altíssimo, Jó foi alvo de uma disputa entre DEUS e Satanás. Satanás, irritado com a alegria do SENHOR, argumenta que a fidelidade de Jó é comprada e interesseira, porque DEUS o protege e abençoa com toda a sorte de felicidade humana.
DEUS resolve provar que tal acusação é mentirosa e permite que o diabo aflija o patriarca Jó. Em 24 horas, o mundo de Jó desabou. Num dia ele era o homem mais rico do Oriente, e no dia seguinte ele era mais desgraçado ser humano na terra quando toda a sua riqueza lhe foi tirada: ovelhas, camelos, bois, jumentas e seus 10 filhos, tudo de uma vez só.
A resposta de Jó a isso foi: - Nu saí do ventre de minha mãe e nu voltarei; o SENHOR o deu e o SENHOR o tomou; bendito seja o nome do SENHOR! (1.21)
 Segundo round

Na sala de audiências do Altíssimo, outra vez Jó é o assunto.
- Eu não lhe disse que ele era íntegro? Viu aquela oração que ele fez? Viu como ele adorou o meu Nome? Eu sempre soube disso, nem precisava ter permitido você causar toda aquela desgraça.
- Altíssimo, com todo o respeito, eu conheço essa raça, ele adorou porque não doeu nele. Eu quero ver esse respeito todo na hora que ele estiver se contorcendo em dores...com eles é assim – doeu, xingou.
DEUS então autorizou a dor no corpo de Jó com a condição de ele não morrer. Mais uma vez, lá vai Jó pra fornalha. Jó voltava do sepultamento de seus 10 filhos quando começou a passar mal, e no dia seguinte estava irreconhecível:
Olha os sintomas da doença de Jó: feridas inflamadas, ulcerosas, 2.7; coceira contínua, 2.8; mudanças degenerativas na pele do rosto, provocando desfiguração, 2.12; perda do apetite, 3.23; medo e depressão, 3.25; feridas purulentas que se abrem, coçam, racham e supuram, 7.5; vermes formados nas feridas, 7.5; dificuldade para respirar, 9.18; escurecimento da pálpebra, 16.16; mau hálito, 19.17; perda de peso, 19.20; dor lancinante e contínua, 30.27; febre alta com arrepios e descoloração da pele, ansiedade e diarréia, 30.30. Também passou a sofrer delírio, insônia.
Depois disso, se você quisesse encontrá-lo, não o acharia mais na sua residência, mas no lixão da cidade, sentado num monte de cinzas, se coçando com um caco.A mulher de Jó lhe dá um conselho desesperado: - querido, acabe com todo esse sofrimento, amaldiçoe a DEUS. Mas Jó resiste e rejeita isso:... temos recebido o bem de Deus e não receberíamos também o mal? Em tudo isto não pecou Jó com os seus lábios. (2.10)

3º round


O drama viria a piorar ainda mais. Aparecem três amigos para o consolarem, mas tudo o que fazem é cobrir Jó de acusações.
O primeiro é Elifaz (heb. ‘DEUS é ouro finíssimo), que chega dizendo que a situação de Jó é uma questão de causa e efeito. Jó exortou muitas vezes o ímpio, agora chegou à vez dele. Se Jó sofre o que sofre, é porque certamente fez algo para merecer. É a teologia do aqui se faz, aqui se paga.
O segundo é Bildade (heb. ‘Bel me amou’), não só endossa a explicação de Elifaz, como afirma categoricamente que os filhos de Jó morreram porque mereceram morrer – foi a simples transgressão deles que foi punida (Cap.8).
O terceiro é Zofar (heb. ‘Aquele que parte cedo’), é ainda mais cruel quando afirma que tudo que Jó passa, é só uma parte do que ele merece, a desgraça ainda é pouca. Se DEUS fosse cobrar tudo, seria muito pior. Chega ao cúmulo de dizer que, como o ímpio, Jó, assim como o seu próprio esterco, apodrecerá para sempre (20.7).

É diante desse contexto que eu quero levar vocês ao capítulo 19 do Livro de Jó, para que sejamos profundamente encorajados na fé:
Quem me dera fossem agora escritas as minhas palavras! Quem me dera fossem gravadas em livro! Que, com pena de ferro e com chumbo, para sempre fossem esculpidas na rocha! Porque eu sei que o meu Redentor vive e por fim se levantará sobre a terra. Depois, revestido este meu corpo da minha pele, em minha carne verei a Deus. Vê-lo-ei por mim mesmo, os meus olhos o verão, e não outros; de saudade me desfalece o coração dentro de mim. Jó 19.23-27

I - EU SEI QUE O MEU REDENTOR VIVE.
Jó queria que essa declaração dele fosse registrada em livro, gravada numa placa de bronze na rocha do seu tumulo, como seu epitáfio.
DEUS atendeu a Jó. Fez com que ficassem gravadas em algo muito mais duradouro que bronze na rocha – na Escritura Sagrada.
“Eu sei que o meu REDENTOR vive.” Vou mostrar a vocês que a única pessoa que se encaixa perfeitamente nessa palavra, para a situação de Jó, é nosso SENHOR JESUS CRISTO. E vou lhe mostrar isso.

II - REDENTOR – Aquele que toma as minhas dores.
No meio do seu absoluto desespero e solidão, Jó das profundezas da sua alma solta um grito de esperança e diz: Eu sei que tenho um Redentor. Você precisa entender essa afirmação de fé à luz da situação de Jó. Veja os versos 13-19:
“Deus fez com que os meus irmãos me abandonassem; os meus conhecidos me tratam como se eu fosse um estranho. Os meus parentes se afastaram; os meus amigos não lembram mais de mim. Os meus hóspedes fazem de conta que não me conhecem; as minhas empregadas me tratam como se eu fosse um estrangeiro. Chamo um empregado, e ele não me atende, nem mesmo quando peço alguma coisa por favor. A minha mulher não tolera o mau cheiro da minha boca; os meus irmãos têm nojo de mim. Até as crianças me desprezam; assim que me levanto, já estão zombando de mim. Todos os meus amigos íntimos me detestam; as pessoas que eu mais estimo estão contra mim. 




Alguma vez na vida você já se sentiu assim? Abandonado por todos? Quando você chega numa situação dessas, somente um REDENTOR pode lhe consolar.

O Redentor é aquela pessoa que é quase a sua sombra. Ele entende os seus sentimentos, entende a sua dor, entende a sua tristeza, anda junto, chora junto, se alegra junto. Redentor é aquele que fica quando todos partem. O rei Davi dizia: Ainda que o meu pai e a minha mãe me abandonem, o SENHOR cuidará de mim. (Salmos 27:10)
Daí você entende quando o Profeta Isaías diz: Certamente, ele tomou sobre si as nossas enfermidades e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus e oprimido. (Isaías 53:4)
Redentor é um tomador de dores, e JESUS faz isso pega o nosso fardo que é pesado e deixa conosco o fardo dele que é leve. Vinde a mim, todos os que estai cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo e leve. Mateus 11:28-30

III - REDENTOR – Aquele que vinga retamente a Injustiça.
Esse é um misterioso aspecto da palavra Redentor – aquele que reivindica, aquele que faz a cobrança, aquele que vinga a injustiça. Nada era mais necessário a Jó do que um Vingador. Você entende melhor isso quando se depara com as sádicas e desumanas acusações que lhe eram lançadas:
“Até quando vocês vão ficar me atormentando e me ferindo com as suas palavras? Vocês já me insultaram várias vezes. Será que não se envergonham de me tratar tão mal? Mesmo que eu fosse culpado, será que o meu erro prejudicaria vocês? Vocês pensam que são melhores do que eu e acham que a minha desgraça prova que sou culpado. 19.2-5
Jó é acusado de um crime que ele sabe que não cometeu, mas não tem como provar isso. Então ele apela para um Redentor dizendo: “Vocês dizem: A causa desta desgraça está nele mesmo.’ Mas tenham medo da espada, a espada com que Deus castiga a maldade. Fiquem sabendo que há alguém que nos julga.” (19.28-29)
Jó não tinha condições de provar sua inocência de todas aquelas injustas acusações, então ele apela para o Redentor, o Defensor, o Libertador.
Por isso a Escritura afirma em Romanos 12:
Meus queridos irmãos, nunca se vinguem de ninguém; pelo contrário, deixem que seja Deus quem dê o castigo. Pois as Escrituras Sagradas dizem: “Eu me vingarei, eu acertarei contas com eles, diz o Senhor.” Romanos 12:19
Jó dizia – Eu sei que o meu Redentor vive. O cristão pode dizer – Eu sei que o meu Defensor, o meu Advogado Reina.
Essa era a convicção de Jó – meu Redentor vive. Eu não posso vê-lo ainda, mas creio que ele vive e me vingará de toda a injustiça. Nosso SENHOR JESUS tomou sobre si não somente as acusações injustas, mas também as verdadeiras e nos justificou com o seu precioso sangue. Agora pois 
nenhuma condenação há para os que estão em CRISTO JESUS.

IV - REDENTOR – Eu sei que o meu Redentor vive.
Qual era o grande problema de Jó? Vejam o que ele diz: 19.6-12. É nesse contexto que Jó diz – Eu sei que o meu Redentor vive.
O problema de Jó era simples: O DEUS que ele conhecia só de ouvir, e que durante anos o cercara de toda a sorte bênçãos e prosperidade, por razões totalmente desconhecidas pra ele, retirou a cerca de proteção. Jó precisa encontrar DEUS, precisa de uma explicação.
Mas quando encontrar DEUS, um outro problema maior surgirá. Isso fica claro no capitulo 9:
Na verdade, sei que assim é; porque, como pode o homem ser justo para com Deus? Se quiser contender com ele, nem a uma de mil coisas lhe poderá responder.v.2-3
Como, então, lhe poderei eu responder ou escolher as minhas palavras, para argumentar com ele? A ele, ainda que eu fosse justo, não lhe responderia; antes, ao meu Juiz pediria misericórdia. v.14-15
Porque ele não é homem, como eu, a quem eu responda, vindo juntamente a juízo. Não há entre nós árbitro que ponha a mão sobre nós ambos. v.32-33
Este era o drama de Jó? O único remédio que o salvaria, também o mataria. Se pudesse encontrar DEUS tudo se resolveria, mas ele não sairia vivo desse encontro. DEUS não vem a ele porque não é um ser humano, e Jó não pode ir a DEUS porque seria fulminado por sua Santidade. Cria-se um impasse. Diante disso ele conclui: ah se eu tivesse um Mediador, um árbitro, alguém que colocasse a mão sobre os nossos ombros e dissesse: bem DEUS, aqui do meu lado está Jó, podemos conversar sobre o caso dele?
O único que pode ficar entre DEUS e Jó é CRISTO. O Apóstolo Paulo afirma:
“Pois só há um Deus e só há um mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus homem, que se deu a si mesmo em resgate por todos—testemunho que se deve dar em seus tempos;” 1Tm 2.5-6
Em Israel, o resgate de um prisioneiro se dava de duas maneiras: por preço ou por força. É isso que um Redentor faz, redime a qualquer custo – por preço ou por poder.
Quando JESUS resgatou nossas vidas ele teve que usar os dois meios – o preço e o poder. O preço JESUS pagou ao DEUS, o Pai. O Apóstolo Pedro afirma: “sabendo que não foi mediante coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados do vosso fútil procedimento que vossos pais vos legaram, mas pelo precioso sangue, como de cordeiro sem defeito e sem mácula, o sangue de Cristo,” (1aPe 1.18-19)
Você se lembra das últimas palavras de JESUS na Cruz? Ele disse - Está Consumado, pago completamente, o preço integral, sem desconto algum, sem parcelamento, sem resíduo, Pai nas tuas mãos entrego o meu espírito. O profeta Isaías profetizou:“castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.” (Is 53.5)
Mas havia também o Carcereiro infernal que nos mantinha prisioneiros do pecado, prisioneiros da escuridão. Era preciso que alguém nos arrancasse à força de lá. Isso Jesus Cristo fez após a sua ressurreição. O Apóstolo Paulo afirma: “Ele nos libertou do império das trevas e nos transportou para o reino do Filho do seu amor, 14 no qual temos a redenção, a remissão dos pecados.” Col 1.13-14.



Eu não sei em que situação esta a sua vida ao ler esta mensagem, mas eu sei como a sua vida pode ser transformada, se entregar a sua vida nas mãos do Divino Redentor, JESUS CRISTO.


Agora eu destaco o pronome: meu Redentor. Você tem o Redentor em sua vida? Pode dizer como Jó – o meu Redentor vive?
Para isso, eu pergunto:

Conclusão

- se você sente que a Palavra que define a sua vida é SOLIDÃO, você luta sozinho, sozinha, cercado por toda a sorte de sentimento de fracasso, de derrota, de desespero, você precisa de um Redentor.
- se você tem sido esmagado por toda a sorte de acusações injustas, que ferem sua honra, sua reputação, sua integridade moral, e quanto mais você tenta provar sua inocência, mais cansado e frustrado você fica, você precisa de um Redentor.
- se você sente que o pecado tem destruído a sua vida, que o diabo tem roubado a sua paz, matado a sua esperança, destruído o seu corpo, que é o templo do espírito santo de Deus, você precisa de um Redentor.
Ah se você puder sair daqui dizendo – Eu sei que o meu Redentor vive, fique certo disso: o homem mais pobre do mundo torna-se o mais bem aventurado quando pode dizer - o meu Redentor vive, porque ele agora é herdeiro de DEUS e co-herdeiro com CRISTO de toda a riqueza do Universo; a pessoa mais injustamente acusada, roubada, destruída, torna-se a mais honrada quando pode dizer - o meu Redentor vive, porque o sacrifício de CRISTO lhe confere as mais altas recompensas:

"Em lugar da vossa vergonha, tereis dupla honra; em lugar da afronta, exultareis na vossa herança; por isso, na vossa terra possuireis o dobro e tereis perpétua alegria." Isaías 61:7

"Pois conheceis a graça de nosso Senhor Jesus Cristo, que, sendo rico, se fez pobre por amor de vós, para que, pela sua pobreza, vos tornásseis ricos." 2 Coríntios 8:9.

Um grande abraço e fique na Paz do Senhor Jesus Cristo.
Pr. Aguinaldo Gonçalves
Igreja Evangélica Assembléia de Deus
do Parque Juquiá
Email: gguinaa@gmail.com